Posted byTrunkael | Marcadores: , , | às 12:03 |

Letras são apenas signos representativos que representam um som (fonema). Palavras são apenas letras unidas tentando passar um conceito. Conceitos são apenas determinações sociais de como uma palavra pode funcionar em determinados contextos. Contexto é o que vai determinar a maneira que o receptor vai entender os conceitos.

É assim que funciona a comunicação, independente do meio. Por isso pode-se dizer que tudo aquilo que eu escrevo, deixa de ser meu, a partir do momento que eu o publico. Pois cada pessoa vai interpretar o texto da forma que mais lhe convir, usando sua biblioteca interna de conceitos e contextos. Muitas vezes o autor empírico (o de carne e osso) quer dizer algo, mas o autor-modelo (que o leitor cria) acaba por dizer algo completamente diferente.

O mal entendido acontece assim. O contexto em que o autor empírico vive, é diferente do que o leitor empírico está vivenciando, e por isso, quando o autor não tem conciência dessa diferença ele acaba deixando margem para outras interpretações. Temos que entender que nossos leitores não vivem as mesmas experiências que nós, e por isso devemos contextualizar cada palavra para que consigamos passar de forma concisa aquilo que estamos querendo dizer.

Deculpe-me por minha falta de concisão. Ainda estou aprendendo a escrever.

  1. ficou legal cara... :D

    13-05-2004 13:03:25

  1. Eu não entendi ao certo o que "conceito" significa. Como assim uma determinação social?? Temos a palavra árvore em português, que não significa árvore em outro idioma, porém, a idéia de árvore é a mesma. Será que estou confundindo conceito e forma/função?? Não sei, realmente, não entendi. Além disso, só uma coisa: pense em o que acontece dentro de você antes de você publicar algo. Faz sentido dizer que isso é SEU, sendo que você está trabalhando com informações que NÃO foram criadas por VOCÊ?

    13-05-2004 13:42:08

  1. Convenção social sim Marcel, caso contrário, poderíamos lembrar de um elefante, ou uma casa, ao mencionar a palavra árvore. E sim, o que eu coloco é meu, e logo deixa de ser também. Isso é antropofagia, as informações passam por dentro do leitor e se transformam. Nada é criado, tudo se transforma. A informação é minha pq a transformei da maneira que achei mais interessante, mas a IDÉIA ainda é do Humberto Eco. Eu só a transformei conforme o tipo de leitor que eu quero alcançar.

    13-05-2004 14:58:11

  1. meras palavras, nenhum conteúdo sólido e convencente. nada além de filosofia barata

  1. Quem coloca significado no texto é o próprio leitor.

    13-05-2004 17:30:46

  1. Lembrar de um elefante ao falar a palavra árvore não depende da sociedade, depende de nós mesmos. Como você disse, o leitor coloca sentido no texto. Ou... na informação que ele recebe. E você disse "maneira mais interessante". Porque mais interessante. Porque você achou isso?? Baseou isso em seus sentimentos, experiências, opiniões? Suas opiniões foram formadas como exatamente? =)

    13-05-2004 20:08:18

  1. Quando digo convenção social Marcel, pense em uma criança aprendendo a falar. Se lhe for ensinado que a palavra elefante significa casa, ela vai aceitar. Convenção social é isso, o que todos aceitam em comunhão. Não depende, de maneira alguma, de nós mesmos. No entanto, poderíamos colocar significados diferentes nas palavras, dependendo do contexto em que ela se encontra, exemplo muito comum são as metáforas. Dai, poder-se-ia dizer que depende de nós, mas mesmo assim vai depender de uma conveção, pois sem isso as pessoas não entenderiam o que você quer dizer. O leitor coloca um significado no texto (escrito, falado, imagético, etc), dependendo do know hall dele, por isso as pessoas veêm aquilo que quiser em um borrão de tinta apresentado por um psicólogo. Usei o termo: mais interessante, por é mais fácil para mim, entender de determinada maneira. E por essa mesma, eu passo aos outros. E todas as minhas opniões são formadas por tudo que você disse, e ainda mais. ^^

    13-05-2004 20:41:17

  1. Ah, sim, nesse sentido, de fato, as pessoas escolhem algo e tudo mais. Mas eu não acho que isso seja o conceito, aí é que tá.

    14-05-2004 01:36:50

  1. Então explique seu conceito de conceito ^^

    14-05-2004 11:27:10

  1. mas o objetivo do autor é encaminhar o leitor ao longo da obra, e que ele encontre um significado comum. já li vários textos seus e achei muito bons, mas alguns deles são como esses, que não levam o leitor a lugar algum. desconsidere-me se achar que essa crítica é destrutiva.

  1. Não há critica destrutiva, e seu colocamento é muito importante. O estudo sobre leitor-modelo realmente tenta colocar uma maneira em que o autor consiga passar as informações da melhor maneira possivel, por isso o perfil do leitor modelo é criado, para que esse consiga decodificar todas as informações que o autor tenta passar. Inclusive os autores mais astutos conseguem transformar o leitor durante a obra, jogando informações necessárias no começo, para que no decorrer da história não só um tipo de leitor consiga entender todas as informações.

    14-05-2004 16:11:20

  1. Ah, e aproveite para me ajudar ainda mais, me apontando os outros artigos ruins por favor.

    14-05-2004 16:13:40

  1. Eu acho que esse estudo mais aprofundado sobre autor/leitor-modelo/empírico só pode ser feito direito quando o texto já está pronto, "quando nada mais pode ser feito". Escrevendo um texto tradicionamente considerado informativo, logicamente você tem em mente certos pré-requisitos relativos ao que os leitores precisam saber. E para consertar a ausência dos pré-requisitos, que é possível, existem as indicações bibliográficas, notas de rodapé, e links. Porém, para analisar friamente, do jeito que seu post faz, eu acho que o texto já precisa estar pronto. Apenas assim todos os detalhes já estão lá. Logo isso seria.... uma interpretação, apenas: Conceito: idéias. A idéia de uma árvore, é o conjunto de informações que meu cérebro detém que me possibilitam distinguir uma árvore de um boi. Eu acho que as palavras só entram nessa história fora da minha boca.

    15-05-2004 09:01:08

  1. Estamos sim entendidos..... basta não se preocupar da forma como escreve, mas do que se escreve. Você é de Ipatinga?

    15-05-2004 17:14:25

  1. Itabira cidade boa.... sou de Ipatinga, mas moro em BH agora. E é raro você ver a cena que está vendo agora, me encontrar conectado.... estou sem net em BH. Um saco....

    15-05-2004 17:36:53

  1. Ahmm... Mas você não entendeu ainda, importa sim a forma como se escreve, tanto quanto o que se escreve e o que se quer deixar entender. Tudo importa na verdade, quanto mais elementos se utilizar para passar uma informação, mais limpa ela vai chegar até o receptor.

    15-05-2004 18:34:23

  1. [pegando o bonde andando] Eu acho que em certos casos, elementos demais fazem a mensagem ficar suja.

    16-05-2004 15:12:59

  1. Erro de comunicação. Eu falei elementos, mas pensando em "meios" em "formas" de contar, utilizar de maneiras variadas para contar um história, faz com que ela seja mais facilmente entendida. Ex. contar uma histórinha infantil atraves de desenho animado.

    17-05-2004 10:59:45

  1. Credo, que mar de contradições.

Designer Webdesigner

Copyright 2010 Devaneios Gratuitos