Posted byTrunkael | Marcadores: , | às 17:56 |

Eu estava vendo umas notícias no Yahoo e me deparei com a medida provisória que reserva 10% (ou 20%) das vagas públicas para negros. Não sabia que eles tinham levado essa idéia adiante. Ai está o texto que fiz no ano passado sobre esse assunto:

Anda tramitando algo sobre 10% das vagas das faculdades serem reservadas para os negros. Já temos garantido na Constituição Federal, 10% de vagas para deficientes em qualquer tipo de concurso. Agora eles querem estender esses direitos aos negros também. 


Questionei pelos motivos desse projeto do MEC, será que os negros são considerados inferiores pelo governo para terem vagas reservadas? Será que os negros estão comemorando esses 10% como uma vitória? Ou como uma humilhação? 


Acredito na segunda opção. 


Mas será que os negros farão protestos contra isso? 


"Não queremos esmola", "Não somos menos inteligente que ninguém", "Enfiem esse 10% nos seus buracos". 


Ou talvez fiquem acomodados: 


"Bom, se tem 20% de negros fazendo as provas, e 10% de vagas é obrigatoriamente nossa, temos de um jeito ou outro, 50% de chance de entrar, 45% a mais que qualquer branquelo por ai." 


Polêmico. Esse projeto é no mínimo polêmico. Vejamos no mercado de trabalho. Você é ruivo. E mais adiante, 5% do mercado de trabalho será reservado aos ruivos. Você chega na empresa, vai fazer a entrevista coletiva e o entrevistador pergunta: quem leu o jornal de hoje? 


Você meio sem graça, não levanta o braço por que não leu o jornal. Então o entrevistador diz: todos os que não leram podem ir embora. Você começa a se levantar para sair, e então o entrevistador diz: não, você não, o único ruivo daqui, pela lei você já garantiu seu emprego, nem precisa fazer as próximas etapas. 


Frustrante. Ganhou um emprego pela cor do seu cabelo. Não é pela sua competência, pelo seu currículo ou pelo seu diploma. Ganhou um emprego pela cor de seu cabelo. Apenas pela cor do seu cabelo. 


Poderia ser engraçado se não fosse sério. 


Não estou querendo questionar os "direitos" de ninguém aqui, mas acho que esse ato é mais do que discriminativo. É racismo enrrustido. Todo ser humano tem capacidade de passar no vestibular, basta estudar. 


Mas como sabem, não posso fazer nada, nem contra nem a favor, apenas ficarei aqui, olhando para ver no que vai dar.

  1. Esse projeto, acredito eu, parte do princípio de que os negros em sua maioria não tiveram a oportunidade de estudar em escolas particulares como os brancos, e por isso não tem formação suficiente para passar num vestibular. Se for olhado por esse lado, é um pouco menos racista, se é que isso existe. Não que o negro seja burro, o negócio é que ele é pobre. É assim pelo menos que ficam as coisas nessa lei. Se o negócio é não ter boa formação, muito mais justo seria reservar uma porcentagem das vagas pra quem comprova ser pobre, e ter estudado em escolas públicas e etc. Aí sim, seria um pouco mais sensato.

    09-04-2004 10:36:30

  1. Realmente, esse é um assunto polêmico. E que creio, vai se estender por muito tempo ainda. Não tenho opinião formada sobre isso. Também prefiro esperar pra ver aonde tudo isso vai parar. Um ótimo feriado pra vc. Abraços. Luz.

    09-04-2004 11:37:06

  1. Texto bem antigo ein, apesar dos argumentos da época serem bons eu era bastante ingênuo, a Lara deu uma visão bacana e pouco depois eu discuti a questão com o professor de sociologia que também deu uma outra visão muito esclarecedora usando o exemplo de sucesso das cotas em Moçambique (se não me engano).

Designer Webdesigner

Copyright 2010 Devaneios Gratuitos