Posted byTrunkael | Marcadores: | às 17:53 |

Era uma vez um homem que nasceu no dia errado. Tinham dito que um ser mega-poderoso nasceria naquele dia, e por isso ele deveria ser morto. Pobre menino, que cresceu escondido, não podia conversar com ninguém (embora sempre conversava com os velhos sábios da cidade), que não podia brincar, pois seus poderes poderiam levar uma criança direto ao inferno (e depois, quem sabe traze-la novamente). Era uma criança que não tinha sexo, mas que foi passado para história como um homem. 

Essa criança cresceu, conheceu pessoas, viajou e estudou tudo que poderia estudar, encontrou com tantos sábios quanto podia encontrar, e se formou na escola da vida. Era o mais novo filósofo da nova era passando uma mensagem de paz por todos os lugares. Carismático o bastante para conseguir vários seguidores. Convincente o bastante para que sua palavra seja ouvidas nos quatro cantos do mundo. Famoso o bastante para que os poderosos queiram sua morte. E conseguiram. 


E ele conseguiu também. Era um cara esperto, sim, muito esperto. Escreveu a história que seria contada, e sabia que deveria morrer, pois só depois da morte que se consegue a eternidade, seria imortal enquanto sua palavra perdurasse. 


Parece que ele estava certo, sua idéia ainda paira pela mente de alguns poucos cristãos, e para o resto sua imagem só foi trocada pela imagem do Papai Noel e do Coelhinho da Páscoa, dependendo da época do ano.

  1. Muito grato pela correção no meu blog...valeu mesmo. abração

    05-04-2004 23:08:44

  1. Ei, achei o "Illusions" do Richard Bach, esse livro de que voces tanto falam num sebo aqui... vou ler ele assim que tirar um do Allan Watts do caminho e postar uma resenha no meu blog...

    05-04-2004 23:14:06

  1. Desenho pronto. Tô aguardando instruções para fazer a página principal. (nem que ela seja "faça o que tu quiser")

    07-04-2004 16:00:17

Designer Webdesigner

Copyright 2010 Devaneios Gratuitos