Posted byTrunkael | Marcadores: , | às 13:49 |

Só hoje consegui encostar em um computador com internet, há uma burocracia para pegar usuário e senha, enfim estou aqui e vou divagar sobre os primeiros dias aqui no Unileste.

Primeiro dia (Terça Feira)
Ninguém se conhece, papos parelelos forçados e professores novos. A primeira imprenssão que eu tive da professora de português é que ela nos subjulgou, e por isso estava falando como se fossemos crianças que não sabiam de nada, mas depois eu percebi que era apenas o jeito dela mesmo. O professor de filosofia parece bem legal, uma vez que não vai pedir para escrever nada, nem ler livros ou fazer trabalhos, isso é bem interessante, embora eu pense que ele deveria dar uma aula de filosofia antiga para que todos pudessem entender um pouco da aula de sociologia.

Segundo dia (Quarta Feira)
Mais português, um pouco de introdução ao jornalismo e pseudo-sociologia no final, a turma já começa a conversar paralelamente atrapalhando o professor, e parece que será muito entrosada, embora eu já pré-visualize fontes de intrigas.

Terceiro dia (Quinta Feira)
Aula de mediações técnicas e televisão, interessante, finalmente saimos da sala e caimos no estudio. Aula téorica com o Fernando e com a Tati (acho que esse mesmo o nome dela) apenas a apresentação de todos os alunos (pela 3° vez) e um bate papo animado em meio a risadas e pistolas de água (ela usa uma pistola de água para molhar quem está conversando, bom instrumento psicopedagogico). E já marcaram uma festa, que não se realisará.

Quarto dia (Sexta Feira (Hoje))
A turma se divide para a aula de Introdução à informática (argh), alguns de manhã e outros de tarde, eu felizmente fiquei na turma de tarde assim durmo mais. A festa supramencionada foi cancelada hoje por motivos de força maior (a escola toda ficou sabendo).

E nesse exato momento estou indo para aula de Informática, faço um post melhor mais tarde.

  1. Hohoho, momento diarinho, primeiro semana de faculdade, mente fervilhando. Eu gostei bastante dessa época. Se eu não tivesse inventado de espalhar o endereço do blog para a turma talvez eu fizesse um diário mais detalhado, focado em emoções, afinal tinha vários detalhes interessantes (e constrangedores), como a Mariza ter me perguntado se eu tinha namorada, a aproximação que tive com Amanda e X-Kuei, um primeiro estranhamento com algumas pessoas, o começo da paixão platônica pela Thaís. Coisas desse naipe.

Designer Webdesigner

Copyright 2010 Devaneios Gratuitos