Posted byTrunkael | Marcadores: , , | às 15:13 |

Em uma matéria da Super Interessante desse mês li algo que me colocou muito medo: existe mais nada do que a própria matéria. E em cada pedaço de matéria há um oceano de nada.

Intrigante isso. Os cientistas até tiveram que fazer gigantescos cálculos para ver se as experiências com o nada não o liberariam para dominar o tudo. Felizmente não a riscos.

Mas o que me deixa mais interessado nisso tudo, é que, com essa descoberta, muitos dos acontecimentos "sobrenaturais" podem ser explicados. Vejam bem, se o tal nada existe (que paradoxal ein!) podemos dizer que quando morremos viramos nada. E que o pensamento e imaginação tem um pouco de nada, que nos leva a moldar o grande nada, ou passear por ele em sonhos. Os espíritos são nada, e com o nada em nossa cabeça podemos conversar com eles de vez enquando. Deus é o maior nada que existe, e por isso quanto mais nada temos na cabeça, mais acreditamos nele.

  1. Eu ainda consigo rir disso ^^

  1. Antes dos gregos, presumo eu, não havia humano na Terra que acreditasse haver alguma coisa a sua volta. Oxigênio? Moléculas? Átomos? Besteira. Só havia o nada. Nada? Anh, eu acho que não. Nós é que vemos pouco.

    31-01-2004 17:18:33

  1. Foi bem maldoso você dizer que quanto mais nada se tem na cabeça, mais se acredita em Deus, hehehe... Mas diga, como é que os cientistas descobriram que não há nada além da matéria? Que medida, que padrão, que instrumento concebível poderia nos assegurar disto?

    01-02-2004 03:53:54

  1. Tudo passa, a ironia continua ^^. Bom, na Super Interessante de janeiro você vai achar maiores informações sobre o nada, dos instrumentos usados, um é o acelerador de particulas, que consegue trazer matéria do (aparente) nada, como se fosse uma outra dimensão.

    01-02-2004 18:01:44

Designer Webdesigner

Copyright 2010 Devaneios Gratuitos