Posted byTrunkael | Marcadores: , , , | às 03:39 |

Venho discutindo esses dois assuntos a muito tempo com BM então resolvi fazer uma dissertação sobre isso aqui (ou tentar pelo menos). 


Em conceitos simples, sexo é um ato de reprodução e amor é um sentimento.
"Crescei e multiplicai" não é apenas uma ordem divina, é uma lei da natureza. E o método de reprodução dos mamíferos é o sexo. O ser humano, ainda em sua fase animal da evolução, fazia sexo assim como qualquer outro animal: a mulher estava no "cio" os homens lutavam para que o mais forte pudesse "copular" com dela e passar seus preciosos genes. 

Com o tempo, o homem começou a ficar inteligente, e com a inteligência vieram as palavras, e também os sentimentos não instintivos: o amor, o ódio e todos os outros "sentimentos" gratuitos que vieram em seguida, algo que sempre ligava um ser humano a outro ser humano. 

Com o amor, veio a monogamia, ou seja, o amor (talvez a inteligência) age contra as leis da natureza.
Durante a história da humanidade o sexo passou por uma série de transformações. O que antes era estritamente um meio de reprodução, passou por rituais, arte, recompensa, mercadoria até que chegou à mais sublime forma de prazer (em todas as suas formas e posições).

Então tivemos separações no amor (enquanto sentimento) podendo dividir em: Amor maternal, incondicional; o amor instintivo, que seria um tipo de "amor a primeira vista" que é mais determinado pela atração sexual do que pelo lindo sentimento que (teoricamente) brota depois; temos também o amor entre amigos e/ou irmãos, que um tipo de amor que mistura um tipo brando de ciúmes e necessidade de proteção; e por ultimo o amor dos eternamente apaixonados, que, normalmente, acontece entre um homem e uma mulher, que se cassam e, literalmente, são felizes para sempre. Como podem perceber, o ultimo, e mais procurado, é também o mais utópico.

Voltado ao sexo, gostaria de fazer algumas perguntas: o sexo é apenas um meio de reprodução? Creio que não, como vem sendo provado, o sexo é muito mais uma fonte de prazer que um ato reprodutor. Mas sexo é apenas um ato de prazer, ou de reprodução? Creio que também não. O sexo como já havia mencionado, já foi visto de várias formas e vários ângulos. Tendo um tipo de estabilização nos dias de hoje, onde toda a forma de sexo é praticada pelo mundo. Há quem diga que sexo é pura arte, ou que sexo é um tipo de meditação. 

Interessante também, ver que muitas correntes religiosas dão demasiado valor ao sexo, como se fosse aquilo que há de mais sagrado na face da terra. Utilizando-o em milhares de rituais, que teoricamente, agradam seu deus (e depois alguém descobre que eram apenas orgias por puro prazer). Poderia dar alguns exemplos, mas seria crucificado por causa disso. 

O fato é que uma coisa a maioria das pessoas concorda. O ser humano tem uma energia sexual, um tipo de reserva de força de vontade para ser usada em prol do sexo. Dizem que o mal do mundo começou quando o equilíbrio dessa energia foi afetado. Alguém ai já deve ter ouvido falar sobre a energia sexual sendo utilizada cada vez mais em prol do trabalho. 

Então concentremos nessa energia sexual, misturada ao amor, que pode ser considerado um tipo de energia também, e a utilização de dos os sentidos no momento do "amor', daí teríamos um efeito muito interessante, um tipo de embriagues amorosa que seria a melhor sensação que um ser humano poderia sentir em sua vida.
Claro que essa busca não é simples, e, com certeza, parece muito utópica, mas como já mencionei, há várias formas de amor e várias formas de amar.

  1. Que comédia! Um virgem sabixão falando sobre sexo. O mais engraçado é a pompa acadêmica, como se estivesses lidos dezenas de livros sobre o assunto e fosse alguma autoridade para falar. LOL

Designer Webdesigner

Copyright 2010 Devaneios Gratuitos