Posted byTrunkael | Marcadores: , | às 11:45 |

Um homem no taxi de repente cegou. Não via mais além de um branco absoluto. O mal branco havia começado.
Cada uma das pessoas que se aproximaram desse homem cego, também contraiu a doença, e logo, a humanidade estava cega, apenas a mulher do médico ainda enxergava.

Mal podemos imaginar como seria um mundo sem os olhos, e esse livro exemplifica muito bem como seria. Pessoas morrendo, comida acabando, lixo, fezes e cadáveres pelas ruas. O mundo, não mais como um bom lugar para viver, mas sim, sobreviver.

O que teria causado esse mal branco?
Ninguém sabe.
Será um castigo?
Ou talvez uma benção.

Parte das mais interessantes de todo livro. Foi quando a mulher do médico, unica que ainda via, foi descansar na igreja, e chegando lá, viu que Jesus Cristo e todos os santos tinham os olhos vendados. Um pano branco nas imagem, ou uma grossa pincelada de tinta nos quadros.

Já que nenhum dos personagens tem nome, fica fácil trazer para nossa realidade, aquilo que ali aconteceu. Como fariamos se toda a humanidade ficasse cega?

Eu digo que foi uma lição. Uma seleção artificial, feita por "alguém" que estava cansado de um mundo hipócrita. De que vale as horas para escolher a cor de suas blusas, se agora não mais consegue ver?

Não posso deixar de citar um paralelo com nosso amigo Tyler Durden (Clube da Luta) na parte de sacrifício humano. Por quanto tempo essas pessoas deixaram de pensar em coisas supérfulas, para correr atrás de seus verdadeiros sonhos.

Um livro explendido. Por vezes real, trágico, cômico e em sua maioria, triste. Mas vale para que repensemos no quanto vale nossa vida, se não tivéssemos olhos para ver.

  1. Vejam só como eu era sabixão, tirando profundas conclusões ridículas e mal estruturadas. Hilário.

Designer Webdesigner

Copyright 2010 Devaneios Gratuitos