Posted byTrunkael | Marcadores: , | às 08:34 |

Eu estava cara a cara com ela, ela rosnava para mim, e eu rosnava para ela. Ambos estávamos em posição de ataque, os olhos dela brilhavam como de um predador. Eu não tinha medo, e depois de noites e noites apenas encarando um ao outro eu ataquei. Mas ela desviou. Me deu uma rasteira. Virou me costas e me deu uma chave. Eu não estava com medo, mas ela me segurava com força, eu estava preso, sem reação. Então ela deu uma lambida na minha orelha. Apertou mais meu pescoço, e sussurou no meu ouvido: "Nem tudo que você quer, você pode ter". Fiquei com medo, tentei sair, não consegui, continuo nas garras da Vida, quero sair dali, quero vence-la, mas como?

  1. O eu daquela época é bastante engraçado, sempre lutando contra alguma coisa que simplesmente encobria minha própria luta interna.

Designer Webdesigner

Copyright 2010 Devaneios Gratuitos